top of page
  • Step 4 Business BR

Saiba como identificar o ponto de equilíbrio financeiro da sua PME e garanta a sua sustentabilidade.

O sucesso de uma pequena ou média empresa (PME) não é uma questão de sorte, mas sim de compreensão e gestão eficaz das finanças. E um dos conceitos mais importantes para entender é o ponto de equilíbrio financeiro, ou breakeven, que pode ser a chave para a sobrevivência e o crescimento do seu negócio. Neste blog, explicaremos o que é esse ponto de equilíbrio, como calculá-lo e como usá-lo para orientar suas decisões empresariais.


O que é o ponto de equilíbrio financeiro?


O ponto de equilíbrio é o ponto onde as receitas totais de uma empresa se igualam aos seus custos totais. Em outras palavras, é o momento em que a empresa nem ganha nem perde dinheiro. Compreender onde este ponto se situa é crucial para qualquer empresa, mas é especialmente vital para PMEs, que podem não ter tantos recursos financeiros para absorver perdas prolongadas.


Por quê? Imagine que você está em um barco com um pequeno vazamento. O ponto de equilíbrio é como saber exatamente quanto de água você precisa retirar do barco para manter-se à tona. Se você retirar menos água do que essa quantidade, o barco vai começar a afundar. Mas se você conseguir retirar mais, poderá não apenas manter-se à tona, mas também começar a se mover para frente.


Como calcular o ponto de equilíbrio da sua empresa


Calcular o ponto de equilíbrio requer conhecimento de dois tipos de custos: fixos e variáveis.


Custos fixos são despesas que não mudam independentemente do volume de produção ou vendas. Incluem aluguel, salários e despesas de marketing, por exemplo.


Custos variáveis, por outro lado, mudam em função do volume de produção ou vendas. Estes podem incluir custos de matéria-prima, comissões de vendas e frete.


A fórmula para calcular o ponto de equilíbrio é:


Custos fixos / (Preço de venda por unidade - custo variável por unidade)


Vamos supor que você tenha custos fixos mensais de R$10.000, venda um produto por R$200 e tenha custos variáveis de R$50 por produto. Nesse caso, seu ponto de equilíbrio seria de 66,67 unidades, ou seja, você precisaria vender 67 produtos por mês para cobrir seus custos.


Estratégias para reduzir os custos e aumentar a receita da empresa


Agora que você já sabe como calcular o ponto de equilíbrio da sua empresa, podemos avançar para o próximo passo: como otimizar seus custos e receitas para alcançá-lo mais facilmente ou até mesmo ultrapassá-lo.


Redução de custos


1. Negocie com fornecedores: Procure obter os melhores preços e condições possíveis com seus fornecedores. Toda economia nessa área contribui para a redução dos custos variáveis.

2. Otimize suas operações: Estude seus processos para identificar possíveis desperdícios e ineficiências que podem ser eliminados. Isso pode incluir desde uma logística de entrega mais eficiente até uma melhor gestão do tempo de trabalho dos seus funcionários.

3. Reduza custos fixos: Veja se há possibilidade de reduzir custos fixos, como mudar para um escritório mais barato ou encontrar maneiras mais eficazes de fazer publicidade.


Aumento de receita


1. Aumente seus preços: Se sua marca é forte e seus clientes valorizam seus produtos ou serviços, eles podem estar dispostos a pagar um pouco mais por eles.

2. Venda mais para os clientes existentes: Ofereça novos produtos ou serviços complementares aos seus clientes atuais, ou encontre maneiras de incentivar compras repetidas.

3. Encontre novos mercados: Expandir para novos mercados pode ser uma excelente maneira de aumentar suas vendas. Isso pode envolver a venda online, a abertura de novas lojas físicas ou a expansão para novas áreas geográficas.


Gerenciando o fluxo de caixa


O fluxo de caixa é a espinha dorsal de qualquer negócio. Ele representa o dinheiro que entra e sai da empresa e é essencial para manter a saúde financeira e alcançar o ponto de equilíbrio. Aqui estão algumas dicas para gerenciar eficazmente o fluxo de caixa:


1. Mantenha um registro preciso: Anote todas as suas transações comerciais para manter um controle preciso de suas finanças.

2. Faça projeções: Use esses registros para fazer projeções de fluxo de caixa para o futuro. Isso ajudará você a planejar e evitar qualquer déficit inesperado.

3. Mantenha alguma reserva de caixa: Por mais eficaz que seja seu gerenciamento de fluxo de caixa, imprevistos podem acontecer. Por isso, é sempre bom ter uma reserva de caixa para essas situações.


Exemplos de sucesso no alcance do ponto de equilíbrio


Agora que você tem um entendimento sólido do ponto de equilíbrio e de como gerenciar seus custos e fluxo de caixa, vamos considerar alguns exemplos de empresas que alcançaram com sucesso seu ponto de equilíbrio e continuaram a crescer a partir daí.


Exemplo 1: A Padaria Local


Uma pequena padaria local conseguiu o ponto de equilíbrio em pouco mais de um ano de operação. Após um investimento inicial significativo em equipamentos e reformas, a padaria teve que trabalhar arduamente para gerar um fluxo constante de clientes. Eles focaram na qualidade dos produtos e no serviço excepcional, conquistando uma base de clientes leais que garantiram uma receita consistente.


Ao longo do tempo, a padaria pôde reduzir custos negociando melhores preços com fornecedores e otimizando as operações para reduzir o desperdício. Eventualmente, eles conseguiram atingir o ponto onde a receita de suas vendas diárias igualou seus custos operacionais diários - alcançando assim o ponto de equilíbrio.


Exemplo 2: A Startup de Tecnologia


Outro exemplo vem de uma startup de tecnologia que oferece um aplicativo de rastreamento de fitness. Com custos fixos significativos, incluindo salários de desenvolvedores, aluguel de escritório e custos de hospedagem de aplicativos, a empresa precisava de uma base de usuários considerável para atingir o ponto de equilíbrio.

A startup conseguiu isso concentrando-se na construção de uma base de usuários freemium substancial, antes de introduzir uma assinatura premium com recursos adicionais. A empresa também fez parcerias estratégicas com empresas de equipamentos de fitness, que patrocinaram o aplicativo em troca de publicidade, proporcionando uma fonte adicional de receita.


Recursos úteis para ajudar na gestão financeira


O gerenciamento eficaz das finanças de uma empresa requer as ferramentas certas. Aqui estão algumas recomendações que podem ajudá-lo a acompanhar suas finanças e atingir seu ponto de equilíbrio mais rapidamente:


1. Software de contabilidade: Plataformas como Quickbooks e Xero podem ajudá-lo a acompanhar suas receitas e despesas, gerar relatórios financeiros e até automatizar tarefas como faturamento e folha de pagamento.


2. Ferramentas de análise financeira: Aplicativos como o Float podem ajudá-lo a criar projeções de fluxo de caixa e alertá-lo sobre possíveis problemas antes que eles ocorram.


3. Assessoria Financeira: Para conselhos mais personalizados, pode valer a pena contratar um consultor financeiro que possa analisar suas finanças e fornecer orientações específicas para sua empresa.


Estas são apenas algumas das muitas ferramentas disponíveis para ajudar as PMEs a gerir as suas finanças de forma eficaz. Com as ferramentas certas e uma compreensão sólida do ponto de equilíbrio, você estará bem posicionado para fazer sua empresa prosperar.

Se você está pronto para levar a gestão financeira da sua PME para o próximo nível, conheça a STEP! Sua conta corporativa 100% digital, empréstimo, desconto de duplicatas e muito mais recursos que você precisa para manter sua empresa no rumo certo.

Abra a sua conta

Sua conta corporativa 100% digital, empréstimo instantâneo, desconto de duplicatas e muito mais.

A3 01.png
bottom of page